acompanhar

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

É tão fácil ser triste


É difícil se viver quando não há vida para se sentir dentro de você, como é maldita a alegria que a tristeza sente. A tristeza me machuca o rosto e não me enxuga as magoas.

É fácil pensar na morte quando a vida é amena, não sou covarde, não fujo, não durmo, só finjo ter sonhos, só finjo cochilos.

A peso nos meus bolsos, mas eles estão vazios, meu fardo é um saco pesado, entretanto, me sinto vazio, estou tão cheio de toda sujeira em meu corpo, estou cheio da água podre que bebo, minha sede por justiça é tão injusta.

Meu fardo está vazio e eu me sinto tão pesado, estou limpo agora, mas a água me molha o corpo e meu rosto chora.


Marcos Henrique.

2 comentários:

Brasigrega disse...

Oi Marcos, peguei seu link no Mundodefantas...Vim conhecer seu espaço. Parabéns! Também tenho três blogs, mas um é só para postar poesias, minhas e de quem quiser. Se vc me permitir gostaria de postar uma poesia sua.
Meu link é: http://gregapoemas.blogspot.com
Um abraço
Marineide

Brasigrega disse...

Eu de novo!
Hoje voltei com mais tempo e li vários poemas. Você tem muito talento. Não vou prometer ler seus livros porque resolvi voltar a estudar e me formo este ano pela UNESP, em Letras. Não tenho tempo algum para ler. Faço iniciação científica (crônicas de Manuel Bandeira). Tenho os meus blogs e quando sobra algum tempo escrevo!
Porém, não faltará oportunidade.
Um abraço
Marineide
Parabéns pelo blog.